13 junho, 2008

PERGUNTA Nº 80

O que vem a ser a Dianética e quem foi o seu fundador?

RESPOSTA
Comecemos pelo fundador. L. Ronald Hubbard, falecido há vários anos, era um escritor de ficção científica que fundou a “Academia de Dianética Civil”, entidade filosófico-religiosa que oferecia o caminho da purificação através de uma dieta, sauna e exercícios que ficavam bastante caros aos seus seguidores.
Pelas informações que nos chegam, o senhor Hubbard não seria muito ortodoxo na sua conduta nem os seus negócios muito católicos. Havia sido condenado em França, por burla em 1978 e o seu paradeiro foi desconhecido durante os últimos tempos da sua vida, o que não abona nada em seu favor.
Há uma frase muito importante que lhe é atribuída acerca das religiões. O célebre escritor de ficção científica teria afirmado: “Se se quer ganhar um milhão de dólares, o melhor processo é começar uma religião”. Seria um desabafo? Uma inconfidência? Uma brincadeira ou um rasgo de sinceridade?
As pessoas poderão pensar o que quiserem. Porém, a verdade é que a fortuna de L. Ronald Hubbard chegou a ser avaliada em 25 milhões de libras!
O maior sucesso deste escritor de ficção aconteceu em 1950 com o seu livro intitulado “Dianética - A Ciência Moderna da Saúde Mental” que, de certo modo, veio revolucionar o pensamento científico da época. Dizia-se que a mente do homem era apenas o seu cérebro, ou seja, um agrupamento de células, e nada mais. Por isso, tanto o “Q. I.” (coeficiente intelectual) como a personalidade humana não poderiam ser melhoradas.
Segundo os defensores da Dianética, Ron Hubbard teria mudado essas ideias e resolvido todos os problemas através da sua publicação. Assim, a Dianética seria uma metodologia para ajudar a aliviar o mal-estar, sensações e emoções não desejadas, temores irracionais e enfermidades psicossomáticas (enfermidades causadas ou agravadas pela tensão mental). Em suma: Dianética poderia ser definida por esta frase: “O que a alma faz ao corpo por meio da mente”.
Um escritor de ficção científica tem, deveras, uma mente fértil e uma imaginação incalculável. Aliás, a ficção só “prende” a atenção do leitor se de facto o assunto tiver foros de verdade, ou que se admita a hipótese de algo poder funcionar, pelo menos em condições especiais. Um disparate de grandes dimensões só prenderá algum irrealista absoluto. Ron Hubbard estava habituado a “prender” os leitores e conseguiu “prender” muitos seguidores.
“Como Cientologia, Dianética fundamenta-se em princípios básicos que se prendem com facilidade e se demonstram claramente como verdadeiras, e cada parte é tão válida hoje como na altura em que se publicou o livro em 1950”, dizem os defensores desta doutrina.
A “sobrevivência” é algo que sobressai no ser humano, acima de qualquer outro valor ou propósito. Dizem os seus mentores que esta descoberta se deve à Dianética, mas está por de mais evidente que o homem faz tudo para sobreviver, ter êxito na vida e obter o seu bem-estar.
Pois, os “dianéticos” afirmam que todos estas descobertas se devem a Hubbard, além de que existem vários níveis de sobrevivência. Assim, quanto mais capaz for o homem de dirigir a sua vida e melhor incrementar o seu nível de sobrevivência, mais prazer, abundância e satisfação terá. Em contrapartida, a dor, o fracasso e a decepção são o resultado das acções que não impulsionam a sobrevivência. Portanto, o ideal seria varrer tudo isso da nossa vida, da nossa mente e pensar positivamente, ou seja em coisas boas. Grande descoberta!
A Dianética afirma que o propósito da mente é resolver problemas relativos à sobrevivência. A mente dirige o indivíduo no seu esforço de sobrevivência e baseia as suas operações na informação que recebe e regista. A mente grava dados usando o que se chama “quadros de imagem mental”.
Os quadros de imagem mental positiva registam-se na mente analítica. Entretanto, os quadros de imagem mental que contêm dor física e emoções dolorosas registam-se na mente reactiva.
Ron Hubbard teria descoberto que a mente possuía duas partes muito diferentes. Uma delas era a parte que se usa conscientemente; a porção que pensa, observa dados, recorda-os e resolve problemas. Tem bancos de memória “stander” que contém quadros de imagem mental e usa os dados destes bancos para fazer decisões que impulsionam a sobrevivência. Esta era a mente analítica.
Em momentos de dor intensa, a acção da mente analítica suspende-se e a segunda parte da mente, a mente reactiva, toma o controlo. Quando estamos completamente conscientes, a mente analítica exerce pleno controlo. Quando o indivíduo está inconsciente, total ou parcial, a mente reactiva entra em acção total ou parcialmente. A inconsciência poderá ser causada pelo impacto de um acidente, anestesia usada em operações, a dor de uma lesão ou o delírio de uma enfermidade.
A mente reactiva não armazena memórias como nós as conhecemos. Armazena, isso sim, tipos particulares de quadros de imagem mental de dor e coisas negativas. A mente reactiva não constitui uma ajuda para a sobrevivência da pessoa. Ela tenta impedir-nos de realizar certas coisas que possam causar temores e emoções não desejáveis e desconhecidas, enfermidades psicossomáticas e dores que seria melhor não as ter.
L. Ronald Hubbard teria descoberto técnicas muito precisas para expulsar (limpar) o conteúdo da mente reactiva e eliminar a capacidade de tais gravações.
Um “clear”, em linguagem dianética, seria um indivíduo “limpo” da sua mente reactiva e, portanto, não sofreria nenhum dos efeitos negativos que esta pudesse causar. Os “cleares” tinham confiança em si mesmos, eram felizes e geralmente tinham êxito, tanto na sua carreira como nas suas relações pessoais. Seria um estado que qualquer pessoa desejava (dizem eles) e que qualquer um poderia alcançar.
O “clear” estaria livre de aberrações de enfermidade psicossomática, activa ou potencial. Seria autodeterminado, vigoroso e persistente e não estaria reprimido. Era capaz de perceber, recordar e imaginar; criava e computava num elevado nível acima do normal; era estável mentalmente, livre nas suas emoções; seria capaz de desfrutar a vida, estando menos propenso a acidentes; seria mais são, raciocinava com rapidez, etc.
Bem, isto de acidentes não é assim tão linear. Alguns dos acidentes são por culpa dos outros, falhas mecânicas, irregularidade da estrada, situações climatéricas ou outras situações. Não é por pensar positivamente que o acidente se elimina por completo.
No meio de todas estas apreciações, devo dizer que há duas características próprias, tanto dos charlatães como dos mentores do Ocultismo. E aqui convém especificar que nem sempre sabemos onde termina o charlatanismo e começa o Ocultismo do poder das trevas, até porque os dois se conjugam muito bem, se interligam e interpenetram.
As duas características comuns aos charlatães e mentores do Ocultismo são as seguintes: Primeiro, apresentam-nos verdades, por de mais evidentes, como grandes descobertas deles próprios ou do seu sistema. Segundo, tentam impingir-nos abstracções que no fundo não funcionam (ou funcionam por artes mágicas do oculto Satanás) como conclusão do seu complexo raciocínio desenvolvido a partir das premissas inicialmente apresentadas!
Naturalmente que não é apenas o lucro que move os mentores da Dianética. Como muitas outras modalidades, que convergem na Nova Era, ela está interessada em criar super-homens, sem necessidade de Deus nem da Sua salvação. Há interesses satânicos aqui envolvidos numa preparação do terreno para o tenebroso Anticristo.
Um “clear” seria um indivíduo “limpo” de tudo o que é mau. Naturalmente, se nos tirassem tudo o que não presta, ficaríamos os melhores do mundo (ou sem nada)! Porém, a operação de limpeza no sentido espiritual é o que o Senhor Jesus faz àqueles que se entregam nas Suas benditas mãos. Purifica-nos de todo o pecado. Mas nós, ao contrário dos “dianéticos”, continuamos a errar.
A mente “reactiva”, como foi designada, também poderá ter efeitos positivos ao avisar-nos do perigo, se continuarmos num determinado caminho ou processo. Não podemos ficar sem essa espécie de aviso, que são as nossas defesas físicas, e não só. Uma pessoa que não tem essas “luzes amarelas” a avisar do perigo que se aproxima é um louco ou um drogado; avança sempre até se destruir.
A parte negativa da questão não poderá ser eliminada completamente. Ela pode obstar, em certas ocasiões, de termos êxito, mas também nos impede, muitas vezes, de nos precipitar-nos. O que é necessário é um equilíbrio! E quanto a esse equilíbrio somente Jesus Cristo poderá proporcionar-nos.
Tenhamos em atenção que nem tudo depende de nós. Claro que as reacções ao que nos acontece são sempre nossas, mas há sempre aspectos que não são da nossa conta e escapam ao nosso controlo; coisas que não podemos alterar sem a ajuda do Todo-Poderoso. É bom confiar em Jesus, não só para esta vida, mas sobretudo para a Eternidade onde Ele é também o Senhor!

Autor do texto bíblico

Agostinho Soares

1 comentário:

Sílvia Helena disse...

SEGREDO DA VIDA

Hei !! Psiu !!

Vou contar um segredo....que a mim
confiaram... mas é um segredo que
pode ser contado... é o Segredo da Vida !!!

Vamos lá?!! Preste bem atenção...
não perca nenhum detalhe tá??? !!!

.....

"Todos os dias, quando você acorda e
abre os olhos pela manhã, você ganha
o maior de todos os prêmios já

oferecido ao ser humano,
você novamente inicia um novo dia.
Muitos não têm mais essa oportunidade.

Vamos viver esse dia que se inicia com
toda intensidade e otimismo.

Vamos iniciá-lo sorrindo.

Mire-se no espelho e dê um belo

" Boooommm Diaaaa!

"À pessoa mais importante desse universo,
Você ! Se você não se amar,
não será capaz de amar ninguém.

Se você não se ajudar, não poderá
ajudar ninguém.

Uma pessoa com auto-estima baixa,
em que poderá contribuir?

Dois sacos vazios não param em pé.
Dê um forte abraço em você mesmo.
Você é único no universo.

Repare!
Você está vivo, venceu mais um dia!
É isso que importa, iniciar mais
um novo dia.

Faça desse dia o seu melhor dia,
só dependerá de você.

Pronto!

Você começou o dia com otimismo,
sua mente está aberta para tirar desse
dia tudo que ele possa lhe oferecer
de bom.

Procure somente o positivo em tudo que
você fizer, esqueça do negativo.

O positivo sempre estará em todas as
suas ações, basta você querer
encontrá-lo.

Liste suas tarefas de hoje, somente as
de hoje, e esqueça as de ontem,
elas já são passado.

Deixe de lado as do amanhã, até que
ele se tornem hoje.

.....

Esse é o segredo da vida, não o guarde com sete chaves, passe-o para todos seus amigos, pois só assim, difundiremos pelos quatro cantos que a vida é bela e merece ser vivida."



TENHA UM BOM DIA E UMA ÓTIMA SEMANA !!