24 agosto, 2008

SE CRISTO COMIGO VAI

A PRESENÇA DE DEUS NOS MOMENTOS DE SOFRIMENTO E LUTA
PARA AQUELES QUE TIVERAM A OPORTUNIDADE DE CONVIVER COM ELA, FICOU O EXEMPLO DE UMA MULHER QUE DEDICOU ÁVIDA À OBRA DE DEUS.
Conforme referi anteriormente, incluo mais um hino composto pela missionária sueca Frida Vingren. São quase duas dezenas, os hinos que constam no nosso hinários "Cânticos de Alegria", de sua autoria. "Se Cristo comigo vai", o referenciado neste artigo tem o número 515 no nosso livro de cânticos, igualmente com o mesmo número na "Harpa Cristã", do Brasil.
As estrofes deste poema são muito ricas da verdade que Frida viveu na Obra do Senhor. Lemos, por exemplo: "Se lá para o deserto Jesus me quer mandar... / eu lidarei então com paz no coração/Irei com meu Senhor para onde Ele for. I Será a minha sorte a dura cruz levar... / contente com Jesus, levando a minha cruz"
Vale a pena adorar ao Senhor com toda a composição, isto é o hino 515.
«Em Março de 1920, a irmã Frida foi acometida de malária, sofrendo com terríveis ataques de febre. Durante dois meses e meio, a luta pela vida foi tamanha, a ponto do marido pedir a Deus que a curasse ou a levasse para si. A igreja em Belém/Pará colocou-se em oração e jejum. Deus fez o milagre e, em 3 de Junho de 1920, Frida estava curada. Agora era a abalada saúde do marido, Gunnar, com esgotamento físico, em consequência da dedicação exclusiva ao trabalho do Senhor, e pelas várias vezes que também contraiu malária. Depois de muitos anos no Pará/Brasil, a família Vingren, nessa época com quatro filhos, decidiu ir para o Rio de Janeiro. A mesma vontade de ganhar almas para Cristo continuou e o casal alugou uma casa no bairro de São Cristóvão, zona norte da cidade, onde inaugurou o primeiro salão de cultos da Assembleia de Deus no Estado.» Mas a missionária Frida não pára. Encontramo-la sempre ao lado do marido no serviço do Mestre.
Reconhecemos que ela beneficiou da inspiração do Senhor e se evidenciou como poetisa e compositora musical. Mas vejamos mais um pouco. «Frida Vingren continuou desenvolvendo actividades evangelistas e abrindo frentes de trabalho em muitos lugares. A obra social da Igreja, bem como grupos de oração e de visita, ficaram sob a sua responsabilidade.
O dom de ensinar podia ser visto nas classes da Escola Dominical. Quando o marido se ausentava em serviço! ao campo, era a irmã Frida quem o substituía pregando! e dirigindo os trabalhos. Frida foi um exemplo de dedicação. Para aqueles que tiveram a oportunidade de conviver com ela ficou o exemplo de uma mulher que dedicou a vida à Obra Deus. Para os que não conheceram, fica o registo histórico, e síntese, da vida da missionária Frida Vingren que, ao lado do marido, o missionário Gunnar Vingren, foi pioneira da Assembleia de Deus no Brasil.
Muitas vezes mal compreendia? questionada e criticada, Frida tinha a certeza da sua chamada. Sua única convicção era de que Senhor Jesus a acompanhava em todos os momento de sofrimento e luta.» Frida Vingren foi missionária sueca, pioneira, Brasil e marcou a história da Assembleia de Deu naquele país.
Autor do Artigo:
Torcato Lopes

2 comentários:

GERALDO PRATA disse...

Tudo se resume em uma palavra AMOR ! O Amor é o próprio Deus que quer se expressar através de você e de mim. Tudo é possível quando se Ama de verdade e com as nossa atitudes como filhos de Deus . CRISTO EM VÓS ESPERANÇA DA GLÓRIA !
Irmão em Cristo : Geraldo Prata.

Maurício Abreu de Carvalho disse...

Oi Pedro
Parabéns pelo seu blog. Fique à vontade para colocar um link para o meu blog. Também estou te incluindo na minha lista.
Um abraço.