14 maio, 2008

O ARREBATAMENTO

A bem-aventurada esperança
A esperança cristã não é a imortalidade da alma (uma existência desincorporada e sombria), mas a ressurreição do corpo (o instrumento perfeito para a expressão de nossa nova vida
A ressurreição daqueles que adormecer em Cristo e a sua transladação ou arrebatamento com aqueles que estão vivos e permanecem até à vinda do Senhor, é a iminente e bem-aventurada esperança da igreja. "Porquanto o Senhor mesmo, dado a sua palavra de ordem, ouvida a voz de arcanjo, e ressoada a trombeta de Deus, descerá dos céus, e os mortos em Cristo ressuscitarão primeiro; depois, nós, os vivos, os que ficarmos, seremos arrebatados juntamente com eles, entre nuvens, para o encontro do Senhor nos ares, e, assim, estaremos para sempre com o Senhor." (I Tessalonicenses 4:16 e 17); "E não somente ela, mas também nós, que temos as primícias do Espírito, igualmente gememos em nosso íntimo, aguardando a adopção de filhos, a redenção do nosso corpo." (Romanos 8:23); "aguardando a bendita esperança e a manifestação da glória do nosso grande Deus e Salvador Cristo Jesus," (Tito 2:13); "Eis que vos digo um mistério: nem todos dormiremos, mas transformados seremos todos, num momento, num abrir e fechar de olhos, ao ressoar da última trombeta. A trombeta soará, os mortos ressuscitarão incorruptíveis, e nós seremos transformados." (I Coríntios 15:51 e 52); "Vede que grande amor nos tem concedido o Pai, a ponto de sermos chamados filhos de Deus; e, de fato, somos filhos de Deus. Por essa razão, o mundo não nos conhece, porquanto não o conheceu a ele mesmo. Amados, agora, somos filhos de Deus, e ainda não se manifestou o que haveremos de ser. Sabemos que, quando ele se manifestar, seremos semelhantes a ele, porque haveremos de vê-lo como ele é. E a si mesmo se purifica todo o que nele tem esta esperança, assim como ele é puro." (I João 3:1-3).
A "captura" da Noiva de Cristo, tornou-se conhecida como "o arrebatamento". Esta palavra tornou-se de uso geral, mas não é encontrada nas Bíblias inglesas. Deriva da palavra usada nas versões latinas de / Tessa/onicenses 4:17, para a palavra grega, significando "apanhar ou arrebatar" e que A.Y e R.V. traduzem por "levantar, capturar longe ou apanhar".
I. Nós cremos que o Arrebatamento nos libertará da grande tribulação.
"Vigiai, pois, a todo tempo, orando, para que possais escapar de todas estas coisas que têm de suceder e estar em pé na presença do Filho do Homem." (Lucas 21:36); "Porque guardaste a palavra da minha perseverança, também eu te guardarei da hora da provação que há de vir sobre o mundo inteiro, para experimentar os que habitam sobre a terra." (Apocalipse 3:10); "é porque o Senhor sabe livrar da provação os piedosos e reservar, sob castigo, os injustos para o Dia de Juízo," (II Pedro 2:9). É por esta razão que é chamada "a bem-aventurada esperança" do crente: "e para aguardardes dos céus o seu Filho, a quem ele ressuscitou dentre os mortos, Jesus, que nos livra da ira vindoura." (I Tessa/onicenses 1:10); "assim também Cristo, tendo-se oferecido uma vez para aparecerá segunda vez, sem peço que o aguardam para a safo (Hebreus 9:28).

Não podemos negar que os i podem passar por perseguições irmão entregará à morte outro irmão pai, ao filho; filhos haverá i levantarão contra os progenitor matarão. Basta ao discípulo ser seu mestre, e ao servo, comi senhor. Se chamaram Belzebu ao casa, quanto mais aos seus dom (Mateus 10:21 e 25); "Não pensei, trazer paz à terra; não vim tn mas espada. Pois vim causar dm o homem e seu pai; entre a fl mãe e entre a nora e sua sogra, inimigos do homem serão o própria casa." (Mateus 10:34-5 coisas vos tenho dito para que t em mim. No mundo, passais pi mas tende bom ânimo; et mundo." (João 16:33), mas isi Grande Tribulação de que Jesus Mateus 21:21,29,30: "Jesus, p respondeu: Em verdade vos c tiverdes fé e não duvidardes, r, fareis o que foi feito à fiquei mesmo, se a este monte disse te e lança-te no mar, tal st respondeu: Sim, senhor; por Dirigindo-se ao segundo, mesma coisa. Mas este resde quero; depois, arrependi mesmo se verifica em "Respondi-lhe: meu Senha Ele, então, me disse: São es\ da grande tribulação, i vesti duras e as alvejaram Cordeiro."
2. Nós cremos no regressai Senhor Jesus Cristo.
Mesmo nos dias de Paulo, espera com uma atitude i "Seu Filho dos Céus". “Posa no tocante a nós, para repercussão teve o nos
21 I vosso meio, e como, deixando os ídolos, vos convertestes a Deus, para servirdes o
Deus vivo e verdadeiro e para aguardardes dos céus o seu Filho, a quem ele ressuscitou dentre os mortos, Jesus, que nos livra da ira vindoura." (I Tessalonicenses 1:9 e 10); "de maneira que não vos falte nenhum dom, aguardando vós a revelação de nosso Senhor Jesus Cristo" (I Coríntios 1:7).
Paulo coloca-se, a ele próprio, com os crentes que possam estar na terra na altura do arrebatamento: "depois, nós, os vivos, os que ficarmos, seremos arrebatados juntamente com eles, entre nuvens, para o encontro do Senhor nos ares, e, assim, estaremos para sempre com o Senhor." (I Tessalonicenses 4:17). "Eis que vos digo um mistério: nem todos dormiremos, mas transformados seremos todos" (I Coríntios 15:51).
Os sinais da Sua vinda devem cumprir-se, mas não, necessariamente, antes da Sua vinda secreta para os Seus santos. "Ora, ao começarem estas coisas a suceder, exultai e erguei a vossa cabeça; porque a vossa redenção se aproxima." (Lucas 21:28). A nossa redenção é completada no arrebatamento, que ainda está mais próximo do que a revelação ou vinda visível de Cristo.

3. Em preparação para o arrebatamento, o diabo e as suas hostes serão lançados do céu. "Houve peleja no céu. Miguel e os seus anjos pelejaram contra o dragão. Também pelejaram o dragão e seus anjos; todavia, não prevaleceram; nem mais se achou no céu o lugar deles. E foi expulso o grande dragão, a antiga serpente, que se chama diabo e Satanás, o sedutor de todo o mundo, sim, foi atirado para a terra, e, com ele, os seus anjos. Então, ouvi grande voz do céu, proclamando: Agora, veio a salvação, o poder, o reino do nosso Deus e a autoridade do seu Cristo, pois foi expulso o acusador de nossos irmãos, o mesmo que os acusa de dia e de noite, diante do nosso Deus. Eles, pois, o

venceram por causa do sangue do Cordeiro e por causa da palavra do testemunho que deram e, mesmo em face da morte, não amaram a própria vida. Por isso, festejai, ó céus, e vós, os que neles habitais. Ai da terra e do mar, pois o diabo desceu até vós, cheio de grande cólera, sabendo que pouco tempo lhe resta." (Apocalipse 12:7-/2); "Então, vi descer do céu um anjo; tinha na mão a chave do abismo e uma grande corrente. Ele segurou o dragão, a antiga serpente, que é o diabo, Satanás, e o prendeu por mil anos; lançou-o no abismo, fechou-o e pôs selo sobre ele, para que não mais enganasse as nações até se completarem os mil anos. Depois disto, é necessário que ele seja solto pouco tempo." (Apocalipse 20:1-3).

4.No arrebatamento, os santos mortos serão ressuscitados em glória. "Porquanto o Senhor mesmo, dada a sua palavra de ordem, ouvida a voz do arcanjo, e ressoada a trombeta de Deus, descerá dos céus, e os mortos em Cristo ressuscitarão primeiro" (I Tessalonicenses 4:16); "num momento, num abrir e fechar de olhos, ao ressoar da última trombeta. A trombeta soará, os mortos ressuscitarão incorruptíveis, e nós seremos transformados." (I Coríntios 15:52); "Pois assim também é a ressurreição dos mortos. Semeia-se o corpo na corrupção, ressuscita na incorrupção. Semeia-se em desonra, ressuscita em glória. Semeia-se em fraqueza, ressuscita em poder. Semeia-se corpo natural, ressuscita corpo espiritual. Se há corpo natural, há também corpo espiritual." (I Coríntios 15:42-44). O corpo será adaptado a viver num mundo espiritual.

5.No arrebatamento, os santos vivos serão transformados. "Eis que vos digo um mistério: nem todos dormiremos, mas transformados seremos todos, num momento, num abrir e fechar de olhos, ao ressoar da última trombeta. A trombeta soará, os mortos ressuscitarão incorruptíveis, e nós seremos transformados." (I Coríntios 15:51,52);
"Pois a nossa pátria está nos céus, de onde também aguardamos o Salvador, o Senhor Jesus Cristo, o qual transformará o nosso corpo de humilhação, para ser igual ao corpo da sua glória, segundo a eficácia do poder que ele tem de até subordinar a si todas as coisas." (Filipenses 3:20 e 21); "Amados, agora, somos filhos de Deus, e ainda não se manifestou o que haveremos de ser. Sabemos que, quando ele se manifestar, seremos semelhantes a ele, porque haveremos de vê-lo como ele é." (IJoão 3:2): "E não somente ela, mas também nós, que temos as primícias do Espírito, igualmente gememos em nosso íntimo, aguardando a adopção de filhos, a redenção do nosso corpo." (Romanos 8:23). morte é o pecado, e a força do pecado é a lei. Graças a Deus, que nos dá a vitória por intermédio de nosso Senhor Jesus Cristo." (I Coríntios 15:54-57); "Eu os remirei do poder do inferno e os resgatarei da morte; onde estão, 6 morte, as tuas pragas? Onde está, ó inferno, a tua destruição? Meus olhos não vêem em mim arrependimento algum." (Oséias 13:14).
7. O arrebatamento eleva para sempre os santos acima da dor, doença e tristeza. "Jamais terão fome, nunca mais terão sede, não cairá sobre eles o sol, nem ardor algum, pois o Cordeiro que se encontra no meio do trono os apascentará e os guiará para as fontes da água da vida. E Deus lhes enxugará dos olhos toda lágrima." (Apocalipse 7:16 e 17); "Então, ouvi uma voz do céu, dizendo: Escreve: Bem-aventurados os mortos que, desde agora, morrem no Senhor. Sim, diz o Espírito, para que descansem das suas fadigas, pois as suas obras os acompanham." (Apocalipse 14:13); "Eles enxugará dos olhos toda lágrima, e a morte já não existirá, já não haverá luto, nem pranto, nem dor, porque as primeiras coisas passaram." (Apocalipse 21:4); "Os resgatados do SENHOR voltarão e virão a Sião com cânticos de júbilo; alegria eterna coroará a sua cabeça; gozo e alegria alcançarão, e deles fugirá a tristeza e o gemido." (Isaías 35:10).
8. No arrebatamento, os santos serão recompensados (galardoados) segundo as suas obras. "E eis que venho sem demora, e comigo está o galardão que tenho para retribuir a cada um segundo as suas obras." (Apocalipse 22:12). 2
6. No arrebatamento, os santos vivos serão arrebatados juntos com os santos mortos, que foram ressuscitados, primeiro em incorrupção. "Depois, nós, os vivos, os que ficarmos, seremos arrebatados juntamente com eles, entre nuvens, para o encontro do Senhor nos ares, e, assim, estaremos para sempre com o Senhor." (I Tessalonicenses 4:17); "Irmãos, no que diz respeito à vinda de nosso Senhor Jesus Cristo e à nossa reunião com ele, nós vos exortamos" (II Tessalonicenses 2:1). Ambos triunfarão sobre a morte e o sepulcro. "E, quando este corpo corruptível se revestir de incorruptibilidade, e o que é mortal se revestir de imortalidade, então, se cumprirá a palavra que está escrita: Tragada foi a morte pela vitória. Onde está, 6 morte, a tua vitória? Onde está, 6 morte, o teu aguilhão? O aguilhão da morte é o pecado, e a força do pecado é a lei. Graças a Deus, que nos dá a vitória por intermédio de nosso Senhor Jesus Cristo." (I Coríntios 15:54-57); "Eu os remirei do poder do inferno e os resgatarei da morte; onde estão, 6 morte, as tuas pragas? Onde está, ó inferno, a tua destruição? Meus olhos não vêem em mim arrependimento algum." (Oséias 13:14).
7. O arrebatamento eleva para sempre os santos acima da dor, doença e tristeza. "Jamais terão fome, nunca mais terão sede, não cairá sobre eles o sol, nem ardor algum, pois o Cordeiro que se encontra no meio do trono os apascentará e os guiará para as fontes da água da vida. E Deus lhes enxugará dos olhos toda lágrima." (Apocalipse 7:16 e 17); "Então, ouvi uma voz do céu, dizendo: Escreve: Bem-aventurados os mortos que, desde agora, morrem no Senhor. Sim, diz o Espírito, para que descansem das suas fadigas, pois as suas obras os acompanham." (Apocalipse 14:13); "Elhes enxugará dos olhos toda lágrima, e a morte já não existirá, já não haverá luto, nem pranto, nem dor, porque as primeiras coisas passaram." (Apocalipse 21:4); "Os resgatados do SENHOR voltarão e virão a Sião com cânticos de júbilo; alegria eterna coroará a sua cabeça; gozo e alegria alcançarão, e deles fugirá a tristeza e o gemido." (Isaías 35:10).
8. No arrebatamento, os santos serão recompensados (galardoados) segundo as suas obras. "E eis que venho sem demora, e comigo está o galardão que tenho para retribuir a cada um segundo as suas obras." (Apocalipse 22:12).
Autor do Artigo;
Novas de Alegria

3 comentários:

antónio disse...

A minha esperança é tão somente, quando chegar a hora, adormecer em Cristo, sem mais desejar ou aspirar

confissoesdeumasurda disse...

Há esperança para aqueles que acreditam em Deus, o que já é muito bom.

Maria João disse...

Acho que este mundo está tão virado para o agora e imediato que se torna muito difícil acreditar na ressurreição. Daí achar que é muito importante evangelizar e falar desta grande prenda que Deus nos quer dar.