27 setembro, 2008

Escolhe! A bênção ou o abençoador

Tenho pensado numa expressão proferida por um grande homem, Moisés!
Certa vez, Moisés disse para Deus, "se a tua presença não for connosco, não faças sair daqui". Israel estava perto de entrar na terra prometida; naquele lugar com que sonhavam, pelo qual lutavam, ansiavam!
Mas para variar, Israel pôs os pés pelas mãos e Deus disse a Moisés que não iria com o povo. Ainda assim, Deus estava disposto a enviar um anjo com eles, para que Israel entrasse na terra prometida.
Perante este quadro Moisés tinha duas escolhas. Escolhia a terra e o anjo ou escolhia Deus; escolhia o sonho da sua vida e a concretização deste ou dava preferência a Deus.
Moisés tinha nas suas mãos uma decisão a tomar; ou escolhia a promessa de Deus, a terra prometida, ou então escolhia o próprio Deus abdicando da concretização, pelo menos instantânea, do sonho.
Moisés escolheu Deus no lugar da promessa de Deus; Moisés escolheu Deus em lugar do sonho; Moisés escolheu Deus, e não somente não desejou entrar na terra sem a presença de Deus com o povo, como de seguida pediu que Deus lhe mostrasse a sua glória, revelando que aquilo que Moisés mais ambicionava não eram as promessas ou as bênçãos de Deus, mas sim o próprio Deus!
E nós?
Autor do Artigo:
Daniel Aurélio

1 comentário:

elsa nyny disse...

venho convidar-te a escrever uma CARTA POR DARFUR!